Carnac

Carnac, França

Vá para um dos campos ao lado do vilarejo de Le Ménec, nos arredores de Carnac, enquanto o sol aparece em meio à neblina que surge do golfo de Morbihan. Uma linha de onze grandes rochedos emerge da neblina e, à medida que esta se desfaz, mais pedras vão aparecendo, enfileiradas como uma coluna de soldados, e estendendo-se ao longe por quase 1,5km.

Os alinhamentos de Carnac estão no coração de uma paisagem sagrada neolitica que abrange cerca de cem alinhamentos grandes e pequenos, cercados, túmulos antigos feitos de montículos de pedras e rochas isoladas em pé. Pesquisas sugerem que os alinhamentos datam de cerca de 5000 a.C. - a partir desse dado, portanto, presume-se que os megálitos foram moldados, transportados e erigidos por pessoas que não conheciam a roda e só possuíam ferramentas de osso e pedra.

Por que eles foram erguidos? As lendas dos bretões os viam como uma coluna de soldados romanos petrificados enquanto perseguiam um santo cristão e Ihes atribuíam propriedades ligadas à fertilidade; foram vinculados também aos druidas. Os alinhamentos apontam para os solstícios do verão e do inverno. É natural presumir que eles eram usados em rituais.

Parece também que os alinhamentos não foram erguidos todos a mesmo tempo; gerações sucessivas foram acrescentando pedras, possivelmente com homenagem a seus antepassados ou como ato de celebração. As pedras diminuem de tamanho do oeste para o leste, de modo que, olhando para as fileiras em direção ao oeste, todas as pedras aparentam ter o mesmo tamanho. Misteriosos e magníficos, estes megálitos continuam a dominar a paisagem.

Fotos  Locais